4 passos para acabar com a umidade no rodapé

A Umidade em rodapé acontece porque o solo sobe pelo alicerce e se infiltra pelas paredes, sem que você perceba. Os problemas São: manchas e bolhas na pintura, reboco ESFARELANDO, mofo, e o apodrecimento dos rodapés de madeira e dos carpetes. Além do prejuízo para o seu bolso, essa umidade faz mal à saúde, causando problemas respiratórios e alérgicos.

Como evitar

A maneira mais simples, eficiente e econômica de ter uma casa seca e saudável é impermeabilizar a obra desde o alicerce, é usar um impermeabilizante na massa de assentamento e de revestimento. Isso é mais eficaz do que uma pintura, pois, age dentro da massa e não superficialmente.

Corrigindo a umidade no rodapé.

1º Passo – Romper o reboco e tijolo acima do alicerce (baldrame, fundação) o mínimo possível, em partes intercaladas para que não prejudique a estrutura, esse rompimento deve ser vazado de um lado para o outro (de fora para dentro ou de dentro para fora).

2º Passo – Utilizar 2 Kg de REBOTEC para 20 Kg de argamassa pronta para reboco ou assentamento. Se não possuir argamassa pronta para reboco, utilizar o seguinte traço, 1 lata/balde de cimento, 4 kg de REBOTEC, mais agregados conforme o profissional da obra indicar, desde que siga a respectiva NBR, para reboco ou assentamento. Obs: não utilizar outros aditivos impermeabilizantes ou plastificantes em conjunto com o Rebotec.

3º Passo – A mistura precisa ser feita por fricção mecânica por meio de uma betoneira ou batedor mecânico (ex: batedor de argamassa adaptado para furadeira) até que fique uma mistura homogênea.

4º Passo – Preencher todo o espaço utilizando a mistura acima e fazer o acabamento de reboco com o mesmo.

Você ainda vai utilizar os tijolos ecológicos

Os tijolos ecológicos são a melhor opção para quem está pensando em construir ou até mesmo reformar o seu imóvel. Esse tijolo é composto por areia argilosa, água e um pouco de cimento e são comprimidos em uma prensa mecânica para ganharem o formato e não precisam ser levados ao forno a lenha diferente dos tijolos convencionais. São conhecidos também como bloco de terra comprida ou pelas siglas BTC.

Vantagens

Usando tijolos ecológicos nas obras, podemos obter um lucro de até 50% na construção de uma parede em relação ao uso dos seis furos do tijolo comum. O tempo de construção é mais rápido com os tijolos ecológicos, geralmente em 30% com relação a alvenaria convencional. Quanto a estrutura, podemos dizer que as colunas construídas com os tijolos ecológicos são mais seguras, pois há uma melhor distribuição da carga de peso sobre as paredes.

Naturalmente são isolantes térmicos e acústicos, pois possuem apenas dois furos diminuindo o ruído. E nos dias de calor o interior da casa se torna fresco e nos dias de frio, o interior da casa se torna aquecido.

Não é preciso usar madeira, com isso temos uma economia de 100% com relação a caixarias dos pilares, vergas e contra-vergas. A economia de 100% é com relação a massa de assentamento, pois os tijolos ecológicos possuem um encaixe perfeito e não necessitam do uso de massa de assentamento. Economiza-se 50% do uso de ferros nas construções de casas. A durabilidade dos tijolos ecológicos chega a ser seis vezes mais do que os tijolos convencionais, por serem mais resistentes.

Os tijolos ecológicos formam um isolamento acústico, pois possuem apenas dois furos, diminuindo assim o ruído provocado no interior da casa.

Quando usamos tijolos ecológicos na construção de casas, podemos dizer que mesma foi revestida com isolamento térmico, ou seja, nos dias de calor o interior da casa se torna fresco e nos dias de frio, o interior da casa se torna mais quente.

Os furos que contém no tijolo ecológico servem para que o ar evapore, evitando a formação da umidade que pode causar danos à saúde e também aos materiais. Quanto a instalações hidráulicas e elétricas, as mesmas são embutidas nos próprios furos dos tijolos, evitando a quebra dos mesmos.

 

Como acabar com problema de umidade?

Quem nunca se deparou com um problema de umidade?
O aparecimento da umidade pode ser resultante de um cano rachado, um vazamento qualquer na parede ou em diferentes estruturas, ou até mesmo proveniente da água da chuva e da água acumulada no próprio solo.

A umidade é um problema muito grave porque não afeta as superfícies. Em caso avançado pode haver a perda da pintura, o aparecimento de ferrugem, quedas de rebocos e até mesmo acidentes estruturais. Sem falar em problemas de saúde. Pois é aonde tem umidade o local propício para o crescimento de mofo e de bolor.

Principais doenças causadas pelo mofo e bolor

Os esporos produzidos pelo mofo e que pairam pelo ar podem criar quadros alérgicos e de rinite, agravar a asma, causar tosse seca, dores de cabeça e transmitir bactérias que levam a infecções. Casos de pneumonia também podem ser desencadeados em pessoas que convivem em locais onde há a incidência de bolor.

Da mesma forma, a pele é afetada pelos esporos que pairam no ar, desencadeando alergias tópicas. Similarmente, problemas oculares estão entre os danos do emboloramento de superfícies causado pela umidade. Os esporos causam coceiras, irritação e alergias nos olhos.

Situações críticas para o aparecimento de umidade

Umidade de condensação

A umidade do ambiente se deposita nas superfícies das edificações, causando mofo e bolor ou intensificando quadros de umidade aparente já existentes.

A forma de prevenir esse tipo de umidade é utilizando impermeabilização de qualidade no ato da construção da casa. A elaboração do projeto também deve ser feita no sentido de criar espaços com boa circulação de ar, prevendo essa característica em locais mais úmidos ou tropicais.

Locais onde há muita chuva

Em lugares onde há muita chuva, a incidência de infiltrações e umidade em paredes e outras estruturas tende a ser maior. Cuidados na elaboração do projeto e em processos de impermeabilização devem ser tomados. Além disso, a manutenção de fachadas e lajes deve ser redobrada.

Umidade do solo

A umidade por capilaridade, pode afetar diferentes estruturas da casa ou edifício. Alguns solos contêm naturalmente mais água e outros tendem a acumular a água que vem da chuva. É preciso ficar atento à condição do terreno, a fim de tomar medidas que possam evitar vazamentos ou umidade na região interna da construção.

Como evitar a umidade de uma vez por todas

  • Invista em Rebotec Impermeabilizante na construção. Materiais duvidosos favorecem o aparecimento de umidade, principalmente em fachadas e coberturas.
  • É fundamental que todas as etapas para a construção (projeto e execução) e manutenção de uma casa sejam cuidadosamente vistas e revistas. Somente isso vai garantir que vazamentos ou a umidade indesejada não apareçam. Calhas e telhados mal executados, por exemplo, podem causar vazamentos, que, por sua vez, geram umidade.
  • Regiões tropicais são mais sujeitas ao aparecimento de umidade. Isso porque, quanto mais umidade, melhor para o desenvolvimento dos fungos, e nesses locais, a própria umidade do ar já favorece o aparecimento. Por isso, o cuidado deve ser maior na projeção, impermeabilização e manutenção dos elementos da construção nessas áreas.
  • A utilização de um desumidificador em quartos sem sol pode ser uma aliada na prevenção de umidade em paredes ou janelas.
  • Mantenha o espaço SEMPRE arejado, com as janelas abertas sempre que possível. Caso haja a utilização de ar condicionado constante, mantenha os filtros limpos e utilize desumidificadores de ar.
  • Tente não acumular objetos que dificultem a limpeza. Pelo mesmo motivo, tente deixar espaço entre os móveis para que o acesso seja fácil. Essa atitude também ajuda a circulação do ar em todo o espaço.

Impermeabilização: grande aliada contra umidade

Impermeabilizar é a primeira e melhor forma de se ver livre antecipadamente de problemas de umidade, já que protege a edificação de vazamentos e de toda sorte de acúmulo de água que possa afetar superfícies e elementos internos da construção.

Para se prevenir ainda mais, você precisa prestar atenção a alguns detalhes que impactam na escolha em relação à impermeabilização. Anote aí:

  • Alguns locais exigem impermeabilização com materiais distintos, pois são localidades muito específicas, como lajes e vigas internas.
  • Rebotec está no mercado para eliminar de vez todos os problemas. REBOTEC® é um aditivo em pó para impermeabilizar concretos e argamassas. REBOTEC® reage com o cimento durante o processo de hidratação, dando origem a substâncias minerais que bloqueiam a rede capilar, proporcionando uma elevada impermeabilidade ao concreto ou argamassa.